Cirurgias com auxílios de robôs tornam procedimentos mais precisos

Live Check and Up reuniu especialistas para falar sobre cirurgia robótica e o uso da ciência da dados na medicina

As ferramentas digitais já fazem parte de vários aspectos do nosso dia a dia, facilitando nossa rotina, conectando pessoas, otimizando processos e colaborando com a nossa vida acadêmica, profissional e até social. E na saúde a tecnologia também vem mudando rapidamente o setor de assistência médica, melhorando os resultados para profissionais e pacientes.

A tecnologia na saúde vem avançando a passos largos, trazendo melhorias para profissionais, pacientes e também para a gestão das instituições, assim, melhorando a qualidade de vida de todos.

Entre os avanços tecnológicos, está a cirurgia robótica. E com o intuito de abordar o tema e esclarecer dúvidas sobre a prática que a Escola de Saúde La Salle Santa Casa promoveu a quarta live da série Check And Up, a segunda desta segunda temporada. O evento online ocorreu na quarta-feira (01), e reuniu especialistas que discutiram como a tecnologia pode ser uma importante aliada da medicina.

Para isso a live contou com a presença do Cirurgião e Coordenador do Centro de Formação em Cirurgia Robótica da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, André Vicente Bigolin e do Doutor em Ciência da Computação e Coordenador dos cursos de Ciência da Computação e Análise e Desenvolvimento de Sistemas da Unilasalle, Prof.Dr. Mozart Lemos de Siqueira.

Mas o que a cirurgia robótica significa na vida do paciente? Através da prática os pacientes têm acesso a procedimentos menos invasivos, menos dor e uma recuperação mais rápida. A intervenção é uma alternativa para diversas patologias, como as que possibilitam espaço menor para a intervenção da equipe ou exigem maior detalhamento do órgão. Apesar da alta tecnologia, a qualidade de assistência depende da atuação integrada dos profissionais de saúde.

De acordo com o cirurgião e Coordenador do Centro de Formação em Cirurgia Robótica da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, André Vicente Bigolin, atualmente ainda existe um medo dos pacientes sobre a cirurgia robótica. “Todos os pacientes me perguntam “Dr, mas é tu que vai me operar né?”. Então, quando começamos a falar de cirurgia robótica, começamos a entender o hoje, a sociedade em que vivemos e hoje os nossos pacientes necessitam de confiança e no que eles confiam hoje é no médico e eles têm razão”.

Porém, o médico enfatiza que a tecnologia não exclui a necessidade de um médico, muito pelo contrário, essa é uma atuação em conjunto. “Não existe uma cirurgia autônoma, não existe um robô que opera sozinho. É muito dizermos isso. O robô é manipulado por um cirurgião. Hoje o médico oferece informação e conhecimento para a máquina e a máquina auxilia o médico a ampliar suas habilidades práticas para conseguir alcançar os melhores resultados”, conta André.

A ciência de dados também tem sido vista como um grande auxílio a medicina, especialmente no campo da robótica, afinal, através de dados o médico poderá saber quantos vezes determinados procedimentos foram bem sucedidos e qual o melhor caminho a seguir.

“A ciência de dados está muito associada à manipulação de uma grande quantidade de dados. Nosso trabalho é organizar, trabalhar e filtrar esses milhares ou milhões de dados, que serão utilizados como suporte à decisão. André falou que o pessoal tem receio de ser operado por um robô. Vai deixar um robô operar sozinho? Não. A ciência de dados, a tecnologia, tudo isso vem para auxiliar os cirurgiões na tomada de decisões. Quanto mais informações tivermos, mais precisas serão nossas decisões”, Doutor em Ciência da Computação e Coordenador dos cursos de Ciência da Computação e Análise e Desenvolvimento de Sistemas da Unilasalle, Prof.Dr. Mozart Lemos de Siqueira.

Para aprofundar seus conhecimentos na área, saber a opinião dos especialistas sobre a ciência de dados e seu papel na prevenção de doenças futuras e como o uso da tecnologia tem colaborado com o acesso a uma medicina de excelência acesse a nossa live que está disponível na íntegra neste link.

A Escola de Saúde

Parceria entre a Universidade La Salle e a Santa Casa, a Escola de Saúde, une a excelência no atendimento médico assistencial de alta complexidade difundido pelo complexo da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre e a excelência acadêmica promovida pela Universidade La Salle. Juntas, Santa Casa e La Salle, dividem a missão de proporcionar ensino em saúde, pautado na ciência, na tecnologia e em abordagem prática, promovendo qualidade, segurança e humanização nos processos assistenciais.

A Escola de Saúde La Salle l Santa Casa oferece oito cursos de pós-graduação, além do pós-técnico. As inscrições estão abertas.

Inscrições pós-graduação
Inscrições pós-técnico 

POSTS RELACIONADOS

12/jul

Bolsas Socioeconômicas Pós-Graduação 2021/2

Não conseguiu se matricular no primeiro [...]
8/jul

Escola de Saúde La Salle | Santa Casa celebra um ano

Perspectiva é de ampliação da parceria [...]
6/mai